A MELHOR EDIÇÃO DO MASTERCHEF PORTUGAL ESTREIA A 1 DE SETEMBRO

A MELHOR EDIÇÃO DO MASTERCHEF PORTUGAL ESTREIA A 1 DE SETEMBRO

 

  • Concurso conta com várias novidades: um novo processo de casting, novo cenário e um restaurante maior com bar incluído;
  •  Competição vai marcar presença em vários pontos de Portugal e no estrangeiro;
  • Nova edição vai ter uma preocupação constante com a sustentabilidade, uso criterioso dos melhores produtos sazonais e locais, respeitando os ritmos da natureza;

A melhor edição de sempre do MasterChef Portugal chega já no dia 1 de setembro à TVI, depois do Jornal das 8. Com a apresentação de Manuel Luís Goucha, o programa terá como membros do júri o Chef Rui Paula, Chef Miguel Rocha Vieira e Chef Nuno Bergonse, sendo que este último passa a jurado a tempo inteiro.

A equipa de chefs vai avaliar os 15 aspirantes ao longo de 13 episódios, nesta que será a mais exigente temporada do MasterChef Portugal. O processo de casting decorreu de forma completamente diferente do habitual, com um total de 300 participantes.

O cenário também será novo, mais ligado à natureza, com jardins verticais e onde os tijolos darão lugar à madeira.

“Vamos valorizar a cozinha portuguesa, sem esquecer questões como a sustentabilidade e o bem-estar. Os concorrentes vão ter ao seu dispor os melhores produtos locais, mas eles que se prepararem porque as semanas de competição vão ser duríssimas, com provas dentro e fora de Portugal”, afirma Manuel Luís Goucha, apresentador do MasterChef Portugal.

Esta temporada do MasterChef vai passar pela ilha da Madeira, pelo Alentejo, pelo Porto e vai chegar à Noruega. O programa vai contar ainda com os melhores chefs nacionais e internacionais como convidados.

“O MasterChef faz parte da história da TVI e a edição deste ano está melhor do que nunca. A receita promete: contamos com o melhor apresentador, os jurados mais exigentes e os ingredientes mais desafiantes”, sublinha Felipa Garnel, Diretora de Programas da TVI.

O MasterChef é um dos programas mais famosos do mundo. Só há dois países que não emitem o formato: Papua Nova Guiné e Coreia do Norte.